Avaliação das Previsões de Precipitação do Modelo Eta para Bacia do Rio São Francisco em Minas Gerais, Brasil

Raphael Moreira Gomes Vieira, Claudine Pereira Dereczynski, Sin Chan Chou, Jorge Luis Gomes, Arthur Chaves de Paiva Neto

Resumo


Neste trabalho, as previsões do modelo Eta do CPTEC/INPE, em duas resoluções espaciais (8 km e 40 km), com 72 h de antecedência, são avaliadas em 25 casos de chuvas intensas ocorridos no período de 2005 a 2012 na Bacia do Rio São Francisco, à montante da Usina Hidrelétrica de Três Marias, em Minas Gerais. O objetivo do trabalho é contribuir para a melhoria das previsões de chuva na área em estudo. A avaliação das previsões de precipitação é feita objetivamente e subjetivamente, confrontando-as com dados observacionais coletados em 35 postos pluviométricos na área em estudo. Além disso, os campos sinóticos previstos para algumas variáveis são comparados com os mesmos campos da Reanálise ERA-Interim do ECMWF. As previsões do modelo Eta para os 25 casos de chuvas intensas selecionados são geradas inicialmente aninhando-se o modelo Eta-40km ao modelo Global do CPTEC/INPE (T126L28). Finalmente o modelo Eta-8km é integrado recebendo como condições iniciais as análises do NCEP e como condições de contorno lateral as previsões do modelo Eta-40km, atualizadas a cada 6 horas. Considerando-se os 25 eventos de chuvas intensas, avaliando-se a chuva objetivamente, o Eta-8km apresenta melhor performance comparado ao Eta-40km, para prever a chuva diária moderada a forte e pior performance para prever chuva fraca. Baseado na avaliação subjetiva, nota-se que quando o modelo Global do CPTEC/INPE erra o posicionamento do sistema meteorológico atuante, ambas as versões do modelo Eta são afetadas. Nos casos em que os sistemas meteorológicos são mais pronunciados, como no caso 25, aumenta o grau de acerto das versões do modelo, com o Eta-8km apresentando melhores resultados do que o Eta-40km.

Palavras-chave


Avaliação da precipitação; modelo Eta; Minas Gerais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2015_2_15_23

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank