Evolução Paleogeográfica da Planície Costeira da Praia Vermelha, entrada da Baía de Guanabara, Rio de Janeiro, por meio de registros palinológicos

Robson Lucas Bartholomeu, Marcia Aguiar de Barros, Marcel Rocha Soares Lopes, Claudia Gutterres Vilela, Ortrud Monika Barth

Resumo


Sedimentos turfosos, expostos em períodos de ressaca, foram encontrados na Praia Vermelha, área urbana da cidade do Rio de Janeiro. As análises palinológicas aplicadas a estes sedimentos, visando verificar variações ambientais que possam ter ocorrido durante o Período Quaternário, compreenderam o intervalo de tempo entre 4.520 - 4.270 anos A.P. Os resultados obtidos indicaram que durante o intervalo de tempo citado havia inicialmente o domínio de uma vegetação característica de mata de restinga que passou a ser dominada pela vegetação de brejo de restinga, sem intervenção marinha. A ocorrência de um grande número de esporos apresentando danos de corrosão/degradação por terem sofrido oxidação pela exposição ao ar, indica que ocasionalmente houve menor disponibilidade de água no local.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2014_1_92_103

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank