Revisão Litoestratigráfica da Seção Cretácea Aflorante no Norte do Estado de Alagoas, Bacia de Sergipe-Alagoas, Brasil

Wagner Souza-Lima, Cristina Pierini, Cristiano Mundstock Fischer, Bráulio Oliveira Silva

Resumo


Foram estabelecidos critérios litoestratigráficos, bioestratigráficos e faciológicos para a caracterização e distinção das seções sedimentares associadas às formações Maceió, Poção e Muribeca (Bacia de Sergipe-Alagoas), com base nas suas ocorrências na região norte do Estado de Alagoas. A Formação Maceió abrange rochas siliciclásticas com eventuais evaporitos (evaporitos Paripueira) e calcários basais (calcário Mundaú), englobando os estratos iguais ou mais antigos que aqueles da zona de palinomorfos P-260, até a parte inferior da zona P-230. O Membro Tabuleiro dos Martins é caracterizado por folhelhos betuminosos com intercalações de calcários, sem seções evaporíticas. A Formação Poção representa a seção conglomerática exclusiva da porção alagoana da bacia, em particular ao longo da sua borda, interdigitada com a Formação Maceió, abrangendo seções inseridas nas zonas P-260 ou inferior, com provável limite inferior na zona P-220. Ambas as unidades estão limitadas em seu topo pela discordância pré-neo-Alagoas. A Formação Muribeca é constituída por folhelhos betuminosos, calcários, evaporitos, arenitos e conglomerados depositados sobre esta discordância e inseridos nas zonas de palinomorfos P-270 e P-280 (pars). O Membro Carmópolis é constituído por siliciclásticos grossos depositados imediatamente sobre a discordância pré-neo-Alagoas. O Membro Ibura é caracterizado por evaporitos com intercalações de folhelhos betuminosos e calcários dolomíticos. Em Alagoas está representado por seções de anidrita/gipsita, dolomita e halita. O Membro Oiteirinhos é caracterizado por folhelhos com intercalações de calcários, arenitos e siltitos. Com base em critérios estratigráficos, bioestratigráficos, sísmicos e tectônicos, atribui-se que os clássicos afloramentos de Japaratinga, Barreiras do Boqueirão e Morro do Camaragibe representem a Formação Muribeca, Membro Carmópolis, diferindo da concepção informal vigente de pertencerem à Formação Maceió, que possivelmente não aflora.


Palavras-chave


Bacia de Sergipe-Alagoas; Litoestratigrafia; Cretáceo; Formação Maceió; Formação Muribeca; Formação Poção.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank