ANÁLISE DE BIOFÁCIES DE FORAMINÍFEROS BENTÔNICOS EM TESTEMUNHOS DA PLATAFORMA CONTINENTAL – RJ, BRASIL

FÁBIO ESTEVES RANGEL, CLAUDIA GUTTERRES VILELA, ANTÔNIO TADEU DOS REIS, TAÍSA CAMILA SILVEIRA DE SOUZA, RAIANE GOMES TARDIN CAVALCANTI DO POÇO

Resumo


O objetivo do presente trabalho consiste em observar mudanças paleoambientais na região da plataforma externa entre a baía de Guanabara e Cabo Frio (RJ) através da análise de foraminíferos bentônicos. Foram estudadas amostras distribuídas em dois testemunhos Prima 2 e SEC 1, perpendiculares à costa, provenientes de duas isóbatas (137 m e 121 m) respectivamente. Os testemunhos com sedimentos predominantemente lamosos (Prima 2) e arenosos (SEC 1) apresentaram grande riqueza de espécies e abundância de foraminíferos. Através de análises de agrupamento foi possível identificar uma biofácies no testemunho Prima 2 e duas biofácies no testemunho SEC 1. Os padrões de distribuição vertical das espécies de foraminíferos nos testemunhos mostraram-se bastante variáveis, como resultado da resposta dos organismos às condições de deposição durante os últimos 25 mil anos A.P. Resultados de datação radiométrica (14C AMS) do testemunho Prima 2 revelaram que o mesmo possui sedimentos depositados antes do Último Máximo Glacial e que o testemunho SEC 1 é inteiramente transgressivo, sendo composto por depósitos pós-LGM datados tanto do Pleistoceno-Tardio quanto do Holoceno. O padrão de distribuição espacial dos foraminíferos está fortemente associado à profundidade, aos sedimentos, à disponibilidade e qualidade de matéria orgânica.


Palavras-chave


Paleoambiente; Deposição sedimentar; Datação; Biofácies.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2019_1_217_230

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank