O Conhecimento e a Prática dos Trabalhadores em Relação aos Riscos Profissionais: Estudo de Caso dos Emirados Árabes

Fares M. Howari, Yousef Nazzal, Mustaffah Awad

Resumo


O foco do presente estudo é avaliar o nível de conhecimento, atitude e prática (CAP) dos trabalhadores sobre questões de segurança e saúde ocupacional na cidade industrial de Mussafah, Emirados Árabes Unidos. Uma combinação de entrevistas com o pessoal em conjunto com o teste-t e regressões logísticas foram utilizados para avaliar o CAP dos trabalhadores. Cerca de 98% do resultado da pesquisa indicam que o p-valor das respostas é maior que o nível de significância alfa = 0,05, daí a hipótese nula H0 do teste de normalidade não pode ser rejeitada. O risco para rejeitar a hipótese de nulidade H0 enquanto é verdade varia 77.86% a 99%. O estudo revelou que existe uma falta de conhecimento geral em relacao a questões de saúde e segurança entre a amostra estudada. Isso faz com que os trabalhadores sejam mais suscetíveis a acidentes. Os resultados também mostraram que 48% dos gestores estavam cientes dos perigos no local onde trabalham, t e 42,6% deles conhecia os possíveis efeitos nocivos dos processos industriais. Em termos de conhecimento dos services de saúde disponiveis nos sites visitados, 55% dos trabalhadores desconheciam sobre este dominio e 48% deles raramente usavam os equipamentos de proteção recebidos. O presente estudo indica que o nível de educação e anos de experiência não tem impacto na prática. Os resultados demonstraram a necessidade de programas de formação para preparar trabalhadores para o campo da segurança e da saúde.


Palavras-chave


Segurança; Nível educacional; Treinamento; Conscientização; Áreas industriais.

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2017_2_210_219

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank