Análise Preliminar dos Índices de Instabilidade a Partir de Simulações Realizadas com o Modelo Weather Research and Forecasting (WRF) para o Sul do Brasil

Jeferson Prietsch Machado, Camila de Souza Cardoso, Mário Francisco Leal de Quadro, Tayná Domingues de Almeida, Natália Martins Costa, Gabriel Luan Rodrigues, Tuanny Steffane Rodrigues, Lourenço Alves de Paula

Resumo


Este trabalho teve por objetivo avaliar a capacidade do modelo WRF em simular os índices de instabilidade em situações de tempestades durante primaveras com o fenômeno El Niño/Oscilação Sul no Sul do Brasil em quatro cidades: Curitiba, Florianópolis, Foz do Iguaçu e Porto Alegre. O modelo WRF foi utilizado para a realização das simulações, sendo que os valores dos índices K e TT foram simulados de forma satisfatória pelo WRF e razoavelmente para o LI. Os valores da CAPE simulados pelo WRF foi o que apresentaram as maiores diferenças em relação às observações. Com relação ao comportamento dos índices K, TT e LI em relação às mensagens METAR, observou-se que os valores extremos simulados ocorreram muito próximos aos registros de tempo instável nos aeroportos.


Palavras-chave


Tempestades; Modelo WRF; Índices de instabilidade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2017_2_153_162

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank