Avaliação dos Modelos HEC-RAS e GRASS na Identificação de Áreas Vulneráveis a Inundações em Áreas Urbanas

Patrícia Antunes dos Reis, Marcio Augusto Reolon Schmidt

Resumo


Este artigo apresenta os resultados da avaliação de desempenho de dois modelos hidráulicos, o modelo HEC-RAS e os algoritmos inseridos no SIG, na delimitação das zonas inundáveis na bacia do Córrego Rangel, na cidade de Patrocínio, Minas Gerais. Os resultados apresentam a comparação do modelo hidráulicos HEC-RAS e os algoritmos do GRASS, ambos determinados para um evento de precipitação com o período de retorno 50 anos. Ao se comparar os produtos observou-se que cada modelo apresenta um resultado particular. A modelagem gerada pelo programa GRASS torna possível avaliar os efeitos da urbanização em toda a área de estudo por avaliar as características topográficas integrados aos dados de precipitação e infiltração do solo em toda a bacia, de forma a reter informações de fluxo e acumulação de toda a bacia. O modelo HEC-RAS analisa o sistema delimitado por meio das seções transversais, tendo a simulação restrita a área demarcada pelas seções e parâmetros construtivos. Com o estudo foi possível a criação dos mapas de riscos as enchentes e inundações na bacia do Córrego Rangel, composto por diferentes formas a localização e profundidade das manchas de ocupação das águas em eventos intensos de chuva. Apesar de diferentes abordagens ambos os modelos coincidem na identificação dos imóveis passíveis de inundação para a eventos com o período de recorrência avaliado.


Palavras-chave


Modelagem Hidráulica; SIG; Previsão de inundações urbanas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11137/2017_1_115_126

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank