Experimentos didáticos de cristalização

Ideval Souza Costa, Fábio Ramos Dias de Andrade

Resumo


Este trabalho apresenta experimentos para avaliar a capacidade de produzir cristais idiomórficos de dezesseis compostos solúveis em água, cujas soluções saturadas evaporaram em condição ambiente. Dos compostos testados, dois produziram sementes e cristais macroscópicos em duas semanas (sulfato de cobre pentahidratado, cloreto de sódio tipo sal grosso), seis produziram cristais macroscópicos após duas semanas (fosfato monobásico de amônia, bromato de sódio, sulfato de magnésio heptahidratado, sulfato de níquel hexahidratado, sulfato de alumínio e potássio dodecahidratado, tartarato de sódio e potássio tetrahidratado) e oito não produziram cristais macroscópicos (acetato de cálcio hidratado, acetato de cobre monohidratado, cloreto de sódio pureza analítica, cromato de sódio tetrahidratado, nitrato de sódio, ferrocianeto de potássio trihidratado, clorato de sódio, cloreto de potássio). Os resultados experimentais indicam que as soluções de compostos que permitem maior grau de supersaturação, ou seja, maior largura da zona metaestável, apresentam melhor desempenho nos experimentos de cristalização, em termos da formação de cristais macroscópicos idiomórficos. Estes experimentos permitem abordar diversos conteúdos dos Parâmetros Curriculares Nacionais para os Ensinos Fundamental e Médio, e do Ensino Superior, em disciplinas como cristalografia e química fundamental.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.