Análise estrutural e metamórfica da região de Sucuru (Paraíba): implicações sobre a evolução do Terreno Alto Moxotó, Província Borborema

Lauro Cézar Montefalco de Lira Santos, Edilton José dos Santos, Elton Luiz Dantas, Haroldo Monteiro Lima

Resumo


Inserida no Terreno Alto Moxotó da Província Borborema, a região de Sucuru (Paraíba) engloba dois domínios tectono-estratigráficos dominantemente pré-ediacaranos, separados por uma expressiva zona de cisalhamento de empurrão (ZC do Carmo). O primeiro é de caráter metaplutônico, sendo formado por uma trama granodiorítica e migmatítica (Complexo Floresta) e por várias suítes intrusivas. Dentre essas, distingue-se uma suíte máfica-ultramáfica (Malhada Vermelha), outra dominantemente granítica-granodiorítica (Pedra d'Água) e uma terceira sienítica-sienogranítica (Serra da Barra). No segundo domínio predominam paragnaisses migmatíticos do Complexo Sertânia. Todo conjunto foi cortado por diques e granitos tipo A ediacaranos-cambrianos. Três eventos tectônicos são aqui reconhecidos. O episódio Dn representa um evento contracional com transporte tectônico para NW-NNW, sendo importantes as zonas de cisalhamento de empurrão de Sucuru e do Carmo. O episódio Dn+1 é de natureza transcorrente e idade ediacarana, destacando-se as zonas de cisalhamento de Coxixola e do Congo, que representam estruturas de escala regional. O episódio final Dn+2, progressivo, transtracional tardi-ediacarano-cambriano, culminou com a formação do enxame de diques da Suíte Sucuru e dos granitos tipo A de Prata e Serra da Engabelada. Evidências petrográficas demonstram que o episódio Dn atingiu um pico metamórfico de fácies granulito ou eclogito, cujas paragêneses foram posteriormente reequilibradas para a fácies anfibolito característico do evento Dn+1. O episódio Dn+1 desenvolveu corredores miloníticos na fácies anfibolito, com migmatização associada, enquanto que o evento Dn+2, de fácies xisto verde, é restrito à área de influência das intrusivas tardias a pós-tectônicas. A ocorrência de granada anfibolitos com textura simplectítica no caminho metamórfico Mn-Mn+1 sugere que o evento contracional representou um episódio metamórfico de alta pressão, marcando uma sutura de idade, provavelmente, paleoproterozoica.

Palavras-chave


Paleoproterozoico;Orógeno colisional;Província Borborema;Nordeste do Brasil

Texto completo:

PDF EPUB


DOI: http://dx.doi.org/10.5327/Z1519-874X2012000300001

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank