Delimitação do embasamento da Bacia de Taubaté

Ancilla Maria Almeida de Carvalho, Alexandre Campane Vidal, Chang Hung Kiang

Resumo


Este trabalho consiste na definição do embasamento da Bacia de Taubaté por meio de métodos geoestatísticos, a partir de dados sísmicos, gravimétricos e informações de poços tubulares profundos. As atividades compreenderam a interpretação de onze seções sísmicas dispostas na porção central e nordeste da bacia, com as quais se obtiveram dados sobre as cotas do embasamento e distribuição das principais falhas. O acréscimo de informação foi de 79 poços, que contribuíram como dados novos principalmente na região das cidades de São José dos Campos e Jacareí. A técnica de krigagem com deriva externa foi aplicada utilizando as informações de sísmica e poços como variáveis principais e o mapa gerado pelo levantamento gravimétrico como variável secundária. O contorno do embasamento obtido apresenta alta correlação com as principais falhas e uma melhor definição foi possível na região de São José dos Campos e no extremo norte da bacia, áreas nas quais está presente o maior número de poços.

Palavras-chave


Bacia de Taubaté;Sísmica;Geoestatística

Texto completo:

PDF EPUB


DOI: http://dx.doi.org/10.5327/Z1519-874X2011000100002

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank