The mafic potassic intrusion of Pariquera-Açu, São Paulo, Brazil

José Moacyr Vianna Coutinho, Eleno de Paula Rodrigues, José Vicente Valarelli

Resumo


Este trabalho descreve as características geológicas, petrográficas, mineralógicas e químicas da intrusão potássica máfica de Pariquera-Açu (P-A), sul de São Paulo. A litologia estudada compreende membros da série magmática alcalina de alto K. Nefelina, ortoclásio e clinopiroxênio constituem os minerais essenciais presentes em todos os exemplares microscopicamente quantificados. Olivina, biotita e magnetita estão também presentes. Plagioclásio não foi encontrado. A série rochosa gradua-se de nefelina sienito a álcali piroxenito apresentando, porém, alta predominância de shonkinitos e malignitos. Foram também amostrados alguns diques de álcali diabásio. O magma alcalino introduziu-se em filitos proterozóicos ao longo de fraturas de tensão. Supõe-se que a intrusão tenha se realizado sob a forma de "ring dykes" subverticais com a parte interna ocupada por lençóis magmáticos subhorizontais. Contactos discordantes e ocorrência de camadas de shonkinito e brechas intrusivas a baixo e médio ângulo, reforçam a idéia de um corpo magmático na forma de"pipe" intrudido em fratura anelar provocando solapamento do teto e espaço para injeções finais de magma. Sugere-se que a fusão inicial em pequena proporção de um peridotito flogopítico do manto poderia resultar em um líquido magmático de alto K2O, responsável pela formação das rochas de P-A.

Palavras-chave


mafic intrusion;Pariquera-Açu;shonkinite;malignite

Texto completo:

PDF (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.5327/S1519-874X2004000200008

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank