Caracterização hidrogeológica da Bacia do Ribeirão Sobradinho - Brasília (DF)

José L. G. Zoby, Uriel Duarte

Resumo


A bacia do ribeirão Sobradinho se localiza na porção centro-norte do Distrito Federal e apresenta uma área de 144 km². A água subterrânea se tornou importante alternativa de abastecimento para uma significativa parcela da população, pelo menos 22.500 pessoas. A área estudada é representada geologicamente por metassedimentos de idade proterozóica, que encontram-se recobertos por espesso manto de intemperismo. Foram individualizados, dentro do contexto hidrogeológico local, os domínios aqüíferos Poroso e Fraturado. O Domínio Fraturado foi classificado em dois sistemas denominados de Paranoá e Canastra. O Sistema Paranoá foi subdividido em quatro subsistemas aqüíferos: Metarritmito Arenoso (média de vazões de 26,7 m³/h), Quartzito (média de vazões de 8,7 m³/h), Metarritmito Argiloso (média de vazões de 4,6 m³/h) e Psamo-Pelito Carbonatado (média de vazões de 15,7 m³/h). Como não foram cadastrados na área poços pertencentes ao Sistema Canastra, ele foi considerado indiviso. As principais fraturas produtoras nos poços concentram-se em profundidades de até 100 m. O Domínio Poroso está associado, na região, ao manto de intemperismo (solo e saprolito), que chega a mais de 100 m de espessura, sendo representado por aqüíferos livres, de grande continuidade lateral. A espessura e permeabilidade do manto de intemperismo apresentam grande controle em função do substrato geológico. O Domínio Poroso é explotado na região através de poços rasos. A precipitação média anual na área estudada é de 1442,5 mm. Cerca de 28% do volume precipitado participa da recarga dos aqüíferos. O principal uso da água subterrânea é o domiciliar. As águas estudadas apresentam boa qualidade físico-química. A contaminação bacteriológica observada em amostras de água do manto de intemperismo está relacionada às deficiências construtivas dos poços rasos e à proximidade entre fossa e poço. Foram observadas deficiências técnicas construtivas em relação à proteção sanitária e aos processos de desativação e abandono dos poços profundos.

Palavras-chave


Bacia do Ribeirão Sobradinho;água subterrânea;domínios poroso e fraturado;qualidade físico-química e bacteriológica das águas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5327/S1519-874X2001000100006

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank