Modelagem da geodiversidade para o anticlinal de Mariana, sudeste do Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais, Brasil

Stênio Toledo Nascimento, Paulo de Tarso Amorim Castro

Resumo


Os estudos que envolvem o conceito de geodiversidade e metodologias de quantificação desta são relativamente recentes. Neste trabalho, foram utilizadas variáveis geológicas em formato raster para a criação de um mapa que reflete índices de geodiversidade para a região do Anticlinal de Mariana, no sudeste do Quadrilátero Ferrífero. Esse anticlinal é uma estrutura regional localizada na região central do Estado de Minas Gerais, entre os municípios de Ouro Preto e Mariana. Essa estrutura é formada por rochas arqueanas do Supergrupo Rio das Velhas no seu núcleo e pelo Supergrupo Minas, proterozoicas, nas bordas dessa grande dobra. Nos domínios do Supergrupo Minas, observam-se valores superiores de geodiversidade em consequência principalmente da variação litológica que condiciona as características físicas do meio natural. A região passou por — nos últimos três séculos — e ainda registra atividades de mineração de ouro, bauxita, topázio imperial e quartzitos, gerando feições antrópicas em pontos identificados neste trabalho como aqueles que possuem maiores índices de geodiversidade.


Palavras-chave


Geodiversidade; Anticlinal de Mariana; Quantificação.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-9095.v19-134534

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank