Mecanismo de colocação e auréola termal provocada pelo plúton Ediacarano Catingueira, Província Borborema, Nordeste do Brasil

José Alexandre Paixão da Cunha, Zorano Sérgio de Souza, José Antônio de Morais Moreira, Samir do Nascimento Valcácio

Resumo


O plúton Catingueira, com área de aproximadamente 12 km2, é um granito peralcalino Ediacarano situado entre o Terreno Piancó-Alto Brígida e a Zona de Cisalhamento Patos, Província Borborema (NE Brasil). A intrusão formou uma auréola metamórfica em rochas metapelíticas da Formação Santana dos Garrotes. O presente trabalho trata da caracterização desse efeito termal, usando relações de campo, petrografia, química mineral e propriedades petrofísicas (condutividade térmica, calor específico, difusividade térmica e densidade). Utilizando-se o geotermômetro de zircônio em rochas peralcalinas, calculou-se o valor médio de 760 ± 18ºC para a temperatura inicial do magma. A colocação do plúton é marcada por: verticalização de estruturas de baixo ângulo da encaixante metassedimentar, as quais adquirem direção próxima de E-W, concordante com milonitos da Zona de Cisalhamento Patos; metamorfismo de alta temperatura (450–610ºC) e baixa pressão (3 kbar) cujo efeito é sentido a até 2,5 km do contato, com desenvolvimento da associação biotita ± granada ± estaurolita ± cordierita± sillimanita (+ clorita + muscovita). A modelagem numérica do regime térmico provocado pela intrusão foi feita por meio do software HEAT3D. As simulações foram calculadas a partir de duas formas geométricas, um cilindro vertical e um paralelepípedo horizontal, usando gradientes geotérmicos variando de 30 a 50ºC/km. Para atingir o equilíbrio térmico, foram calculados tempos de resfriamento de 781, 1.032 e 1.127 mil anos. O gradiente que permitiu atingir o melhor ajuste para o modelo foi de 50ºC/km, resultando 1.127 mil anos. Os resultados aqui obtidos em termos de dimensão, forma, profundidade e associações metamórficas são comparáveis a exemplos de outros corpos plutônicos descritos na Província Borborema.


Palavras-chave


Granito Catingueira; Ediacarano; Metamorfismo de contato; Zona Transversal; NE do Brasil.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank