Datação U-Pb, sistemática isotópica Lu-Hf e química de zircão do metatraquidacito do Morro do Polvilho: contribuição para fonte do magmatismo e para a idade deposicional do Grupo São Roque

Renato Henrique-Pinto, Valdecir de Assis Janasi, Ginaldo Ademar da Cruz Campanha

Resumo


Este trabalho apresenta novos dados geocronológicos in situ das rochas metavulcânicas ácidas da sequência inferior do Grupo São Roque, São Paulo, Brasil, confirmando que esta é mais jovem que as rochas metamórficas de mais alto grau do Grupo Serra do Itaberaba. A idade do metatraquidacito do Morro do Polvilho foi estabelecida em 1760 ± 17 Ma, com resultados sugerindo que o vulcanismo bimodal da formação Boturuna teve magma parental proveniente de uma crosta continental antiga (Arqueana a Paleoproterozoica), que foi gerado em ambiente intraplaca. A química de elementos-traço em zircão sugere semelhanças com magmas de alta temperatura (T Zrsat = 900-915ºC) como a de granitos do tipo-A (pronunciada EuN/EuN* negativa e moderada CeN/CeN* positiva), provenientes de fontes continentais geradas em condições redutoras.


Palavras-chave


Morro do Polvilho; Metatraquidacito; Magma de alta temperatura; Condições redutoras; Grupo São Roque.

Texto completo:

PDF (English) EPUB (English)


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-9095.v18-125793

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank