Front San Diablo na região de Miraflores, Faixa Sunsás, Bolívia: implicações tectônicas e estratigráficas

Ingrid Moerschberger Nedel, Amarildo Salina Ruiz, Gerardo Ramiro Matos-Salinas, Maria Zélia Aguiar de Sousa, Marcio Martins Pimentel, Pamela Pavanetto

Resumo


O Front San Diablo trata-se de uma megaestrutura tectônica desenvolvida nas rochas do Terreno Paraguá e pela cobertura metassedimentar do Grupo Sunsás. Os dados geológicos e geocronológicos obtidos neste trabalho permitiram correlacionar os litotipos descritos na região estudada a três unidades litoestratigráficas: o Complexo Chiquitania, formado por biotita gnaisses de composição monzogranítica a granodiorítica; a Suíte Intrusiva Pensamiento, representada pelo Granito Colmena, um corpo intrusivo milonitizado de composição monzogranítica, localizado na zona de maior deformação do front; e o Grupo Sunsás, formado por micaxistos e metarenitos. Foram identificadas três fases de deformação: F1 gerou o bandamento gnáissico S1 com trend N-S nas rochas do Complexo Chiquitania; F2 promoveu a transposição do bandamento S1, e deu origem a dobras e à foliação S2 segundo o trend regional E-W; F3 foi marcada por dobras suaves e foliações espaçadas do tipo crenulação (S3) ortogonais ao trend geral das estruturas. Os dados geocronológicos U-Pb (SHRIMP) indicaram idade de cristalização em 1.685 ± 4,9 Ma e provável idade de metamorfismo em 1.111 ± 10 Ma para o gnaisse do Complexo Chiquitania; já os dados U-Pb (LA-ICP-MS) obtidos a partir de zircões detríticos sugerem idade máxima de sedimentação em torno de 1,2 Ga para o Grupo Sunsás, com fontes de idade paleo e mesoproterozoicas. Os dados estruturais caracterizam o Front San Diablo como uma larga zona de cisalhamento com direção NE e movimento direcional destral, gerada durante a Orogênese Sunsás em torno de 1,0 Ga, como indicam os dados K-Ar prévios. A partir dos dados apresentados, sugere-se que o Front San Diablo não se trata de um limite tectônico entre os terrenos alóctones Paraguá e San Pablo, mas sim de uma larga faixa de cisalhamento desenvolvida no Toniano, responsável pela justaposição por meio de movimentos direcionais de blocos crustais no interior do Terreno Paraguá.


Palavras-chave


Front San Diablo; Terreno Paraguá; Faixa Sunsás; Geocronologia U-Pb, tectônica.

Texto completo:

PDF EPUB


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-9095.v17-384

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank