Lodo de esgoto da ETE Barueri - SP: proveniência do enxofre elementar e correlações com metais pesados associados

Joel Barbujiani Sígolo, Cyntia Helena Ravena Pinheiro

Resumo


A ocorrência frequente de enxofre no lodo de esgoto coletado na Estação de Tratamento de Esgoto de Barueri (ETE) relaciona-se principalmente à presença de surfactantes, provenientes de detergentes descartados em grande quantidade nos esgotos domésticos. Os resultados da análise de isótopos de enxofre obtidos em amostras de lodo indicam possível correlação com a queima de combustíveis fósseis, bem como a presença de fertilizantes encontrados nos solos carreados pelo fluxo das águas pluviais e fluviais. O ambiente redutor do tratamento anaeróbio na ETE pode propiciar a formação de enxofre elementar identificado nesse trabalho. A sua presença pode ser verificada em espectros obtidos por difração de raios X e análises pontuais realizadas nos cristais observados nas amostras de lodo de esgoto com o auxílio do Energie Dispersive Scan (EDS) acoplado a Microscópio Eletrônico de Varredura (MEV).

Palavras-chave


Metais pesados;Enxofre elementar;Lodo de esgoto;Isótopos de enxofre;Contaminação

Texto completo:

PDF EPUB


DOI: http://dx.doi.org/10.5327/Z1519-874X2010000100004

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank