Conservação de coleções geológicas

Miriam Della Posta de Azevedo, Eliane Aparecida Del Lama

Resumo


Este trabalho compreende um estudo geral sobre a conservação de coleções geológicas, utilizando como referência o acervo de minerais, rochas e meteoritos do Museu de Geociências do Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo (USP). A sistemática de conservação de coleções geológicas foi compilada a partir das principais fontes bibliográficas sobre conservação de materiais geológicos, além do conhecimento adquirido em participações em seminários, congressos e cursos, visitas técnicas a museus de instituições estrangeiras, aliados à experiência cotidiana da primeira autora como técnica do Museu de Geociências da USP desde o ano de 2005. O termo conservação, empregado neste trabalho, compreende um conjunto de condições ideais às quais devem ser submetidas amostras de exposição (luz, temperatura, umidade relativa, impurezas do ar) e de reserva técnica (ambiente e materiais para acondicionamento). A partir da acepção do termo conservação, este trabalho apresenta uma descrição geral do estado das amostras do Museu de Geociências nos quesitos: deterioração devido à umidade relativa do ar (deliquescência ou desidratação), deterioração por oxidação, variações de cor nos minerais devido à exposição à luz, isolamento de minerais radioativos e asbestiformes. O objetivo do presente estudo é criar instrumentos que subsidiem uma melhor atuação da equipe do Museu de Geociências, bem como de outros acervos geológicos, no que concerne ao cuidado de suas amostras, de forma que possibilite que os minerais estejam pelo maior tempo possível à disposição tanto de pesquisadores quanto do público geral

Palavras-chave


Coleções geológicas; Museu de Geociências; Conservação; Minerais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.11606/issn.2316-9087.v7i0p5-105

Apontamentos

  • Não há apontamentos.