ANÁLISE MORFOMÉTRICA DA BACIA DO RIBEIRÃO DAS ABÓBORAS – RIO VERDE (GO)

Wellmo dos Santos ALVES, Iraci SCOPEL, Alécio Perini MARTINS, Wilker Alves MORAIS

Resumo


O objetivo deste trabalho foi analisar os dados de morfometria da bacia do Ribeirão das Abóboras, principal fonte de água que abastece a cidade de Rio Verde (GO), por meio da caracterização da morfometria, considerando a geometria, o relevo e a drenagem. A etapa de geoprocessamento foi realizada no software ArcGIS 10.1® As bases de dados foram as: do Shuttle Radar Topography Mission (SRTM), disponibilizado pela EMBRAPA – Monitoramento por Satélite, resolução espacial de 90 x 90 m; da carta do IBGE, SE-22-X-C, na escala 1:250.000; e da base hidrográfica, no formato shapefile (shp), disponibilizada pelo Sistema Estadual de Geoinformação de Goiás. A partir do SRTM, foram gerados os mapas de altimetria e declividade; e, a partir do shp ou shape da hidrografia, foi gerado o mapa de hidrografia e o mapa de hierarquia dos cursos d'água. Os resultados geométricos mostram que a bacia tende a ser alongada e apresenta baixa propensão a enchentes. Os estudos do relevo indicam que a unidade de gestão tem relevo, predominantemente, suave ondulado. Quanto à rede de drenagem, a bacia apresenta média densidade de drenagem, indicando substrato geológico e materiais pedológicos medianamente porosos. Considerando o conjunto das características obtidas, esta bacia apresenta forte controle estrutural de drenagem.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank