CARACTERIZAÇÃO GEOFÍSICA DOS RESERVATÓRIOS DO GRUPO MACAÉ NO CAMPO DE GAROUPA – BACIA DE CAMPOS

Luana Fernandes do NASCIMENTO, Maria Gabriela Castillo VINCENTELLI

Resumo


área de estudo abrange o Campo de Garoupa, o qual constitui a primeira descoberta offshore em carbonatos da Bacia de Campos. A alta significância das rochas carbonáticas reservatórios para o setor petrolífero mundial e o seu grau de complexidade, aliados ao fato do Campo de Garoupa ser caracterizado como um campo maduro, torna esta pesquisa interessante para elaborar uma visão atual da área. A metodologia desta pesquisa incluiu técnicas de correlação de poços, análise petrofísica e interpretação de dados sísmicos (3D), com o intuito de avaliar qualitativa e quantitativamente a resposta dos dados geofísicos à presença de rochas carbonáticas reservatórios. A partir da análise dos perfis geofísicos de poço (raio gama, resistividade, densidade e sônico) foi possível identificar seis níveis reservatórios nos calcarenitos da Formação Quissamã, delimitados por uma trapa estrutural-estratigráfica. Os mapas de contorno estrutural em tempo (ms) do topo do Grupo Macaé e de dois horizontes correspondentes aos níveis reservatórios foram gerados baseados na interpretação sísmica. Estes mapas mostram que a área produtora de óleo do campo é um alto estrutural localizado a oeste do cubo sísmico interpretado, classificado como um rollover delimitado por falhas laterais que formam um horst.

Palavras-chave


Bacia de Campos; Campo de Garoupa; Grupo Macaé; Interpretação sísmica; Perfis de Poço.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank