CARACTERIZAÇÃO MORFOMÉTRICA E PLUVIOMÉTRICA DA BACIA DO RIO MANSO - MT

Nara Luisa Reis de ANDRADE, Fernanda Vieira XAVIER, Édina Cristina Rodrigues de Freitas ALVES, Alexandre SILVEIRA, Carlos Ueslei Rodrigues de OLIVEIRA

Resumo


A gestão de bacias hidrográficas é um instrumento importante para a manutenção da qualidade e quantidade das reservas hídricas de um local, e o conhecimento de características fisiográficas é indispensável à gestão de bacias. O presente trabalho teve como objetivo caracterizar morfometricamente a bacia hidrográfica do rio Manso, localizada nos municípios de Chapada dos Guimarães e Rosário Oeste-MT, e verificar a precipitação média na bacia por meio de diferentes métodos. Inicialmente, o Modelo Digital de Elevação (MDE) foi interpolado a partir de informações plani-altimétricas extraídas de mapas topográficos do IBGE, na escala 1:100.000, utilizando o módulo Tin do software ArcView. Baseado no MDE, foram calculados os parâmetros morfométricos para a bacia. A área de drenagem foi de 10.793,11 km² e o perímetro, de 532,66 km. O coeficiente de compacidade foi 1,43, o fator de forma 0,21, o índice de circularidade 0,48, remetendo a uma bacia de formato alongado e a densidade de drenagem 0,46 km/km². Os valores de precipitação média anual foram de 1526 mm pela média aritmética e 1482 mm pelo método de Thiessen. A forma alongada da bacia indica que a precipitação sobre ela cai de maneira pouco concentrada, sendo portanto pouco susceptível à enchentes/inundações.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank