MECANISMO DE INTRUSÃO DOS CORPOS TABULARES DE COLOCAÇÃO SUB-HORIZONTAL DISCORDANTE DA ILHA DE CABO FRIO E DAS ÁREAS ADJACENTES, MUNICÍPIO DE ARRAIAL DO CABO, RJ: Intrusion mechanism of tabular intrusive bodies of subhorizontal discordant emplacement of the Cabo Frio Island and the neighbour areas, State of Rio de Janeiro, Brazil

Akihisa Motoki, Susanna Eleonora Sichel, Davi Canabarro Savi, José Ribeiro Aires

Resumo


Este artigo discute forma de intrusão e mecanismo de colocação dos corpos intrusivos tabulares do início do Cenozóico da área em torno da Ilha de Cabo Frio, RJ. Na área estudada, ocorrem três gerações de corpos tabulares: a primeira geração composta de lamprófiro; a segunda geração constituída por traquito com alteração deutérica; a terceira geração formada por fonolito sem alteração deutérica. Os corpos da segunda geração apresentam transição de colocação sub-vertical para sub-horizontal: nos afloramentos de baixa altura esses são sub-verticais e discordantes; nos afloramentos de altitude média, são oblíquos e concordantes; no topo, são subhorizontais discordantes. A intrusão sub-horizontal não é originada da estrutura da rocha encaixante, portanto não pode ser justificada pelo modelo tradicional da percolação magmática ao longo de zona de fraqueza preexistente. Por outro lado, o modelo de fraturamento hidráulico causado por pressão magmática pode explicar o modo de intrusão acima citado. A transição de intrusão vertical para horizontal ocorre na profundidade em que a direção do σ3 transforma-se de horizontal para vertical. Entretanto, a profundidade de posicionamento dos corpos traquíticos, em torno de 3 km, é grande demais para que ocorra esse fenômeno. A intrusão e conseqüente expansão volumétrica do corpo sienítico da Ilha de Cabo Frio e baixa densidade do magma sienítico poderiam ter reduzido o σ vertical das áreas em torno do corpo sienítico, o que possibilitou a intrusão sub-horizontal dos corpos tabulares traquíticos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank