MODELO DE SUSCETIBILIDADE À EROSÃO APLICADO AO GERENCIAMENTO DE LINHAS FÉRREAS. ESTUDO DE CASO: MALHA PAULISTA – SP (BACIA DO TIETÊ – SOROCABA)

Natália Costa SOUZA, José Augusto LOLLO, Gerson Salviano ALMEIDA FILHO ALMEIDA FILHO

Resumo


A ocorrência de eventos erosivos acelerados associados à implantação de sistemas de transportes é um dos principais problemas socioambientais enfrentados pelas concessionárias brasileiras. Os estudos relativos às análises de dinâmica de desenvolvimento e à ocorrência de processos erosivos estão inseridos em abordagens ambientais teórico-metodológicas consagradas nas áreas de Geociências. Nas mais variadas abordagens capazes de subsidiar processos de análise, monitoramento e controle de riscos ambientais, técnicas estatísticas de análises multivariadas de dados associadas à utilização de sistemas de informações geográficas (SIG) têm sido ferramentas amplamente utilizadas. Nesse contexto, a pesquisa propõe a combinação do uso de geotecnologias e Análise Multivariada de Dados (Análise Hierárquica de Pesos - AHP) para análise dos níveis de suscetibilidade à erosão no terreno que corresponde ao entorno da linha férrea Malha Paulista, uma das principais ferrovias do país. Os resultados fornecem a leitura das características ambientais do terreno selecionadas para composição do indicador e a análise da quantificação das áreas classificadas em níveis de suscetibilidade. A obtenção de informações que validassem o resultado final do indicador foi um diferencial da pesquisa. Baseado no total de processos erosivos analisados e nas classes de suscetibilidade definidas, é possível afirmar que o mapeamento final apresentou precisão de 91,36%.


Palavras-chave


Erosão; Linhas Férreas; Geotecnologias Sistemas de Informações Geográficas (SIG); Análise Hierárquica de Pesos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank