SDR: UM NOVO MÉTODO PARA AVALIAR A VULNERABILIDADE NATURAL À CONTAMINAÇÃO DE AQUÍFEROS LIVRES GRANULARES

Richard Fonseca FRANCISCO, Antonio Celso de Oliveira BRAGA, José Luiz ALBUQUERQUE FILHO

Resumo


Diante do crescente número de áreas contaminadas, que comprometem a qualidade dos aquíferos e constituem riscos à saúde humana, torna-se imprescindível o estabelecimento de instrumentos para o planejamento e gestão do uso do solo, visando à proteção das águas subterrâneas. Por essa razão, o objetivo deste trabalho foi desenvolver e aplicar, experimentalmente, um novo método para avaliar a vulnerabilidade natural à contaminação de aquíferos livres granulares. Para tanto, foram selecionados, ponderados e integrados os fatores condutância longitudinal unitária (Si), declividade (D) e recarga (R) – método SDR, com suporte da Avaliação Multicritério (AMC) e técnicas de geoprocessamento operadas em ambiente SIG. A área teste escolhida para aplicar este novo modelo foi o Aquífero Rio Claro, situado no município de Rio Claro/SP. Quanto ao resultado, toda a área de estudo apresentou alta vulnerabilidade natural, o que é compatível com aqueles reportados em trabalhos anteriores. Devido à robustez do resultado, à praticidade na utilização e ao número reduzido de parâmetros requeridos, o método SDR representa uma nova alternativa àqueles considerados tradicionais, podendo desempenhar um papel importante na proteção de aquíferos livres granulares.


Palavras-chave


Aquífero Rio Claro; Vulnerabilidade; Método SDR; Condutância Longitudinal Unitária; Avaliação Multicritério.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank