PETROGRAFIA E DIAGÊNESE DA BACIA CAMBAMBE, CHAPADA DOS GUIMARÃES, ESTADO DO MATO GROSSO, BRASIL

CAIUBI EMANUEL SOUZA KUHN, JACKSON DOUGLAS SILVA DA PAZ, ANA CRISTINA AZERÊDO

Resumo


São apresentadas informações inéditas sobre a petrografia e diagênese da Bacia do Cambambe. Com início da deposição em aproximadamente 84 milhões de anos, a Bacia do Cambambe é constituída por uma sequência vulcano-sedimentar cretácea, aflorante nos municípios de Chapada dos Guimarães e Nova Brasilândia. O início da sequência se deu com o magmatismo da Formação Paredão Grande, seguido pela sedimentação das formações Quilombinho e Cachoeira do Bom Jardim, pertencentes ao Grupo Ribeirão Boiadeiro e, por fim, a Formação Cambembe que encerra o pacote sedimentar cretáceo. Este é o primeiro trabalho detalhado sobre a petrografia destes sedimentos e apresenta a descrição de lâminas de litarenito, quartzoarenitos, sub-litarenitos, silexito e carbonatos. As fases de cimentações predominantes estão relacionadas à eodiagênese. Este trabalho permitiu também compreender melhor a influência da tectônica na deposição das rochas do Grupo Ribeirão Boiadeiro e da Formação Cambambe.


Palavras-chave


Petrografia; Bacia Cambambe; Diagênese.

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank