CONTEXTO ESTRUTURAL DA ÁREA DA FOLHA TOPOGRÁFICA GUAPIARA

OTÁVIO AUGUSTO RUIZ PACCOLA VIEIRA, ANTONIO MISSON GODOY, PETER CRISTIAN HACKSPACHER, WASHINGTON BARBOSA LEITE JUNIOR

Resumo


A Folha Topográfica de Guapiara 1: 50.000, localiza-se no extremo sul do estado de São Paulo e compreende a porção norte do Terreno Apiaí, de idade meso- a neoproterozoicas, inserido na faixa centro-sul do Cinturão Ribeira da Província Mantiqueira Central. A região caracteriza-se pelas rochas da sequência metavulcanossedimentar do Supergrupo Açungui, definidas pela Formação Água Clara e os grupos Votuverava e Itaiacoca, além de corpos graníticos do Granito Três Córregos e do Granito Capão Bonito, rochas sedimentares do Grupo Itararé, intrusivas básicas associadas ao Magmatismo Serra Geral e sedimentos quaternários. O quadro estrutural é determinado dominantemente pelo arranjo tectônico neoproterozoico. As rochas apresentam uma evolução estrutural do tipo polifásica, evidenciada pela superposição de eventos de principalmente quatro fases deformacionais Dn, Dn+1, Dn+2 e Dn+3. Os dois eventos iniciais são relacionados a uma tectônica de cavalgamento, de direção NE/SW e NW/SE, respectivamente, acompanhado de estruturas geneticamente associadas, tais como falhas de cavalgamentos, dobras e as foliações Sn e Sn+1. Superpondo-se a estas estruturas, ocorrem dois eventos Dn+2 e Dn+3, ligados a fase colisional final e uma tectônica transcorrente/transpressiva. Esse evento é responsável pelo dobramento das estruturas pré-formadas, com plano axial de direção NE/SW e NW/SE, respectivamente.


Palavras-chave


Geologia; Estrutural; Mapeamento; Guapiara.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank