ANÁLISE DA SUBSUPERFÍCIE COM SONDAGEM ELÉTRICA VERTICAL (SEV) NOS MUNICÍPIOS DE CAPANEMA E PRIMAVERA, NORDESTE DO ESTADO DO PARÁ

DANILO DA SILVA, DANIELE PANTOJA MONTEIRO, HUGO RICHARD BERTETE AGUIRRE, JOELSON LIMA SOARES

Resumo


Estudos geológicos e geofísicos baseados na técnica de investigação Sondagem Elétrica Vertical (SEV) foram utilizados na identificação de litofácies de origem tectônica dos depósitos neógenos carbonáticos e siliciclásticos, correspondentes as Formações Pirabas e Barreiras, e sedimentos da unidade Pós-Barreiras, que constituem o preenchimento da Plataforma Bragantina, nos municípios de Capanema e Primavera, região continental do nordeste do estado do Pará. Os dados de resistividade aparente das sondagens elétricas foram processadas utilizando o programa IPI2win, que é projetado para realizar inversões 1D automáticas, correlacionando-as sempre que possível com os perfis litológicos de poços, disponíveis na plataforma online do Sistema de Informação de Águas Subterrâneas (SIAGAS), com o intuito de ajustar os valores de espessuras das camadas (fornecidas pelos perfis ) com a solução do modelo geoelétrico e estimando-se as resistividades de cada camada de acordo com a composição mineralógica descrita nos poços. Os resultados das sondagens elétricas realizadas neste trabalho mostraram-se satisfatórias, pois permitiram diferenciar o possível contato entre a Formação Pirabas com o embasamento cristalino a uma profundidade em torno de 50 metros no município de Capanema, devido o forte contraste de resistividade, no município de Primavera diferenciou as Formações Pirabas e Barreiras, em torno de 9 metros de profundidade.


Palavras-chave


Sondagem Elétrica Vertical (SEV); Neógeno; Nordeste do Estado do Pará.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank