CONTAMINAÇÃO POR ESPÉCIES METÁLICAS EM SOLOS ASSOCIADOS ÀS RODOVIAS: BOTUCATU-SP

IVALDE BELLUTA, JÚLIO TOSHIMI DOYAMA, JOSÉ CARLOS COELHO, SÍLVIO ALEXANDRE DE JESUS, MARCOS HENRIQUE PEREIRA WONDRACEK, LÍDIA RAQUEL DE CARVALHO, GUSTAVO ROCHA DE CASTRO

Resumo


Devido ao fluxo de veículos nas rodovias Domingos Sartori e Marechal Rondon (Botucatu-SP) e à possível contaminação de mananciais adjacentes, realizou-se estudo de monitoramento de espécies metálicas em solos da região. Esse estudo buscou determinar concentrações de Cd, Pb, Cu, Co, Cr, Ni, Zn e Sb, verificar a relação destes metais com a matéria orgânica e identificar fontes de contaminação. As espécies metálicas foram determinadas com espectrômetro de emissão atômica com plasma acoplado indutivamente. Os resultados foram avaliados com teste de Tukey. Como resultado, obtiveram-se concentrações de 1,2 a 11,0 vezes maiores no P2 em relação ao P1. Nos pontos de amostragem mais próximos e nos mais distantes das rodovias, as concentrações de Cu, Zn e Cr foram maiores que nas distâncias intermediárias, pela relação direta com o índice de matéria orgânica. O Cd atingiu valores acima dos limites estabelecidos pela Cetesb em pelo menos um subponto do P1 e P2, o que demanda atenção quanto aos efeitos deste metal no meio ambiente. Cu, Co e Zn superaram o VP em pelo menos um subponto nas duas rodovias. Portanto, monitoramento e ações para mitigar efeitos do tráfego de veículos são importantes para evitar contaminação na região do Córrego da Cascata.


Palavras-chave


Córrego da Cascata; Águas pluviais; Tráfego de veículos; Valores de referência; Rodovias urbanas.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank