ESTUDO DA DISSECAÇÃO DO RELEVO NO ALTO RIO PIRANGA (MG)

WILLIAM ZANETE BERTOLINI, SANDRA CRISTINA DEODORO

Resumo


A avaliação do grau de dissecação permite a avaliação morfodinâmica da paisagem e o reconhecimento de padrões diferenciados de rugosidade da superfície. Com o objetivo de avaliar a dissecação no alto rio Piranga (MG) este trabalho analisa de duas maneiras diferentes essa variável, discutindo-a junto ao quadro morfogenético dessa área de estudo. Os dois modos de avaliação da dissecação foram: por meio da mensuração de distâncias interfluviais e entalhamento médio de vales sobre carta topográfica e sua espacialização pela ferramenta Kernel e a outra obtida indiretamente por meio da espacialização do Índice de Concentração de Rugosidade (ICR). A comparação entre os dois modos de avaliação permitiu afirmar que eles não são equivalentes. Para o alto rio Piranga, a espacialização da dissecação com base na utilização da ferramenta Kernel a partir do entalhamento médio X distância interfluvial dos vales mostrou-se mais condizente com a realidade do que a espacialização via ICR. Do ponto de vista morfogenético, a dissecação do relevo do alto rio Piranga permite invalidar a suposição de um processo de rejuvenescimento da paisagem mais avançado no planalto inferior do que no planalto superior.


Palavras-chave


Entalhamento; Relevo; ICR; Rio Piranga.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank