PRECISÃO POSICIONAL DE LEVANTAMENTO AEROFOTOGRAMÉTRICO NO PANTANAL REALIZADO COM VANT

ANNY KELI APARECIDA ALVES CÂNDIDO, ANTONIO CONCEIÇÃO PARANHOS FILHO, JOSÉ MARCATO JÚNIOR, NORMANDES MATOS DA SILVA, MARCELO RICARDO HAUPENTHAL, JOSÉ RENATO SILVA DE OLIVEIRA, LEANDRO BONFIETTI MARINI, ANDRÉ MARCONDES ANDRADE TOLEDO

Resumo


O objetivo deste trabalho foi analisar as distorções geométricas de um mosaico de fotografias aéreas realizado por veículo aéreo não tripulado (VANT), gerado com dados de uma navegação GPS de aeronaves controladas remotamente, em relação aos pontos de controle coletados no campo com um RTK. A imagem foi realizada em 9 de agosto de 2014, na base de pesquisa UFMS no Pantanal de Mato Grosso do Sul, com um motor de propulsão elétrica e aeronave de asa fixa. O voo foi conduzido a uma altitude de 150 m, planejado de forma a obter pixels com resolução espacial de aproximadamente 4 cm. Para verificar a precisão do mosaico foram coletados pontos de controle de um receptor GNSS HIPER. Para facilitar a localização dos pontos em fotografias aéreas foram feitas marcas no chão. O mosaico sem ponto de controle apresentou deslocamento variando de 6,30 m a 8,83 m. Anteriormente, os alvos com 1, 2 e 3 pontos de controle apresentaram pequenos erros considerando a legislação para georreferenciamento de propriedades rurais. Os produtos gerados a partir de pontos de controle têm alta precisão planialtimétrica e são susceptíveis de serem utilizados em trabalhos que exigem precisão de posicionamento, tais como serviços especializados de registro e georreferenciamento de propriedades rurais, análise de culturas e quantificação de flora e fauna.


Palavras-chave


Drone; UAV; Fotogrametria; Gestão ambiental; Geotecnologia.

Texto completo:

PDF (English)

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank