VARIAÇÕES GRANULOMÉTRICAS E MINERAIS PESADOS DAS PRAIAS DO NORTE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, SE, BRASIL: CONDIÇÕES DE DISTRIBUIÇÃO E DEPOSIÇÃO DOS SEDIMENTOS

Sarah Siqueira da Cruz Guimarães Sousa, João Wagner de Alencar Castro, Eliane Guedes

Resumo


Os depósitos litorâneos de minerais pesados têm sua gênese associada aos processos de intemperismo, erosão, transporte e deposição de sedimentos. Ao serem depositados pelos rios nas regiões costeiras, os sedimentos interagem com ondas e correntes de deriva litorânea, em associação com as variações do nível relativo do mar. Este trabalho tem como objetivo caracterizar os sedimentos de praia localizados entre as desembocaduras dos rios Itabapoana e Paraíba do sul, com enfoque na distribuição granulométrica e ocorrência de minerais pesados. Foram coletadas amostras de sedimentos nos ambientes de ante-praia, praia e pós-praia de 10 pontos distribuídos ao longo do litoral. As amostras passaram por análises granulométricas e o conteúdo de minerais pesados foi identificado e quantificado. Os sedimentos são moderadamente selecionados, com predomínio de areia média nos pontos mais próximos às desembocaduras dos rios e areia fina e muito fina no restante dos pontos. Os minerais pesados mais abundantes são: ilmenita, limonita, anfibólio e apatita. Os grãos apresentam-se, de modo geral, subangulosos e angulosos, bem preservados, indicando transporte fluvial de curta distância. Como as praias da região são de baixa a média energia, as ondas exercem pouca influência no retrabalhamento dos grãos, possibilitando que os grãos apresentem características fluviais.

Palavras-chave


variação granulométrica; sedimentos de praia; transporte sedimentar

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


SCImago Journal & Country Rank