ESTRUTURA DA CHAPADA DE IRECÊ (BAHIA)

PIERRE TALTASSE

Resumo


A chapada Diamantina termina, a NW do Estado da Bahia, por um planalto calcário, Chapada de Irecê, sensivelmente tabular e mergulhando com declive suave em direção do rio São Francisco. Este planalto é atravessado de Leste para Oeste por longos alinhamentos quartziticos, que se devem relacionar em geral com anticlinais falhados. Entre estes anticlinais, os calcários (atribuídos ao Siluriano) são extremamente dobrados e acompanhados por falhas de cavalgamentos ; suas inclinações sempre N estão compreendidas entre 50º e a vertical. Estas estruturas põe em evidência uma compressão Sul-Norte da Chapada de Irecê, engendrando uma sucessão de pregas-falhas na série quartzitica e o esmagamento dos calcários nas zonas sinclinais. O abaixamento da cercadura Norte desta Chapada pode ser interpretado como uma compensação, em razão do jogo do equilíbrio isostático, ao soerguimento provocado pela compressão exercida sobre as partes central e meridional do planalto.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.